تسجيل اللبنانيين غير المقيمين للاقتراع في الانتخابات النيابية 2022

REPÚBLICA DO LÍBANO

+ - Bookmark and Share

O Líbano é um país de diversidade geográfica impressionante: tem na costa o mar mediterrâneo, picos de montanhas de grande altitude e vales verdes férteis, juntos todos se localizam numa faixa de terra de 225 quilômetros de extensão e 46 quilômetros de largura - uma área aproximadamente do tamanho de Chipre ou de metade do estado de Sergipe.

Uma terra antiga, o Líbano aparece nos escritos de Homero e no Antigo Testamento. Suas cidades eram grandes postos avançados e portos marítimos nas épocas fenícia e romana, duas das grandes civilizações que passaram nessa importante encruzilhada do Oriente Médio.

O estilo cosmopolita da moderna Beirute, o seu internacional pólo gastronômico e de vinho, além de sua população altamente cultural e hospitaleira, complementam esse país que é tradicional e progressista. Para todos os sabores de seu passado histórico e beleza natural acidentada, o Líbano é um segredo turístico bem mantido que implora a exploração.

Existem quatro principais regiões geográficas no Líbano, diferenciadas por topografia e clima. De oeste para leste, elas incluem: a planície costeira, a Cordilheira do Monte Líbano, o Vale do Bekaa e a Cordilheira Anti-Líbano.

A Faixa do Anti-Líbano é um trecho de montanhas áridas que se ergue ao leste do vale de Bekaa e faz parte da fronteira oriental do país com a Síria.




O Vale do Bekaa, conhecido nos tempos antigos como "celeiro" do Império Romano, é ainda a principal região agrícola do país. Localizado no alto do planalto entre as duas cordilheiras do país, o Bekaa tem uma produção de tomates, batatas, trigo, azeitonas e uvas, mesmo apesar de verões que são quentes e secos.

Além de algumas das melhores vinícolas do Líbano (Ksara, Kefraya, Massaya, entre outras), a principal atração do Bekaa são as ruínas de Baalbek. Originária como um lugar de culto a Baal, o deus-sol fenício, a cidade de Baalbek era conhecida nos tempos greco-romanos como a famosa Heliópolis, ou a "Cidade do Sol". Talvez por causa da importância agrícola da região na alimentação dos habitantes do Império Romano, alguns dos maiores templos romanos já construídos foram erguidos neste local. A construção durou mais de 200 anos, e os templos bem preservados honram Júpiter, Bacchus e Vênus.

A encantadora costa libanesa é enquadrada pelo mar Mediterrâneo a oeste e pelo Monte Líbano a leste, tendo um clima temperado, com verões quentes e invernos frios e chuvosos. A temperatura diurna no verão tem uma  média de 30 ° C (86 ° F), incentiva as pessoas a irem à praia ou subir as montanhas. Nas cidades costeiras de Saida (Sidon) e Jbail (Byblos), os turistas podem desfrutar da rara oportunidade de fazer uma caminhada entre as ruínas fenícias, e depois dirigir-se à região de Chouf, na Cordilheira do Monte Líbano, que fica apenas a uma hora de distância.

O Monte Líbano inclui numerosos rios, enclaves de paredes íngremes que escondem grutas, que foram em outros tempos, o esconderijo para aqueles que fugiam  das perseguições. Lá há também o mais alto cume do Líbano, Qornet Es-Saouda (3.090m).

No inverno, os altos picos são cobertos de neve, de onde deriva o nome Líbano (Lubnan), a palavra em árabe para "branco". O Líbano possui uma série de resorts de esqui de nível internacional, um dos poucos países no Oriente Médio onde se pode praticar o esqui, cuja temporada vai de dezembro a abril.

Na cordilheira do Monte Líbano localizam-se também as Reservas dos Cedros do Líbano. As grandes florestas de cedro, agora protegidas, são famosas por seu uso na construção de alguns dos edifícios mais sagrados da região e do mundo, incluindo a Cúpula da Rocha de Jerusalém e o Templo de Salomão.

Visitar o Líbano é dissipar noções preconcebidas; é visitar a história longa, vívida e fascinante; é beber na fonte energética e urbana do Beirute; é explorar uma paisagem diversa, bonita e inesquecível; é participar de uma aventura multicultural e esportiva; é maravilhar-se com os sítios arqueológicos, que são janelas para o berço da civilização; é simplesmente desfrutar da recepção de um povo que é naturalmente hospitaleiro, amigável e generoso.

(fonte: Ministério do Turismo do Líbano)


ÚLTIMAS ATUALIZAÇÕES 30/05/2017 - 09:48
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS     |  NOTIFICAÇÕES JURÍDICAS  |  QUEM SOMOS  |  FALE CONOSCO  |  MAPA DO SITE